sexta-feira, 21 de agosto de 2015

“Próximo ano não chove não, é ano de eleição!”


Na sessão dessa sexta-feira, 21, na Câmara municipal de Boquim esteve presente o Capitão Silveira para esclarecer aos edis e os cidadãos presentes no plenário sobre o Policiamento Extensivo na cidade além de rápido balanço dos últimos 90 dias no município.

Além de da explicação sobre as dificuldades e de como a policia é dividida, deu algumas ideias como o Fórum de Segurança a ser realizado nas associações comunitárias com objetivo de aproximar o policial da comunidade e vice-versa, da necessidade de campanhas que fomentem a cultura do registro dos boletins de ocorrência, e da educação no transito.

 Reforçou que o caminho de todas as cidades brasileiras é que a criação, formação e qualificação da guarda municipal para que ela venha atuar na segurança do município.

“Se o transito continuar desorganizado em Boquim, o bandido vai gostar da cidade.”- disse o capitão que reforça a necessidade da organização do transito, bem como na regulamentação da lei que obriga os ciclomotores serem emplacados e seus condutores tenham a ACC (Autorização para Conduzir Ciclomotores).

O Capitão que é responsável por Boquim e as cidades de Salgado, Arauá e Pedrinhas, fez um balanço das ações nos últimos 90 dias sob seu comando e enfatizou que os homicídios na cidade são motivados pelas drogas (que chamou de mal generalizado), passionais ou por suicídios. Durante esse período foram recuperados 12 veículos, aprendidos 9 kg de maconha, 1,5kg cocaína e 350 pedras de crack.

Após as intervenções dos edis e do plenário a sessão da câmara continuou com o uso da tribuna por Duca dos Olhos D’Água, Josevan do Pastor e Nivaldo da Bala além dos apartes dos demais edis que solicitaram.

Deste Josevan reclamou da falta de atenção do prefeito a sua comunidade, e se perguntava se havia alguma perseguição a sua pessoa, (que vereador é esse, que representante é esse que não tem força nenhuma? – lamentava o edil, ainda questionando se havia algo de pessoal contra ele), o mesmo questionou ao líder do prefeito na câmara (Nivaldo da Bala) se o problema era a lâmina ou se era a chuva, pois precisava dar uma explicação à comunidade do povoado Pastor. Pois já se faria 60 dias que não teve resposta sobre o caso das estradas vicinais, acredita ainda que no caso dele é perseguição, pois nos outros povoados foi passado.

O problema das estradas foi reforçado pelos edis que pediram aparte: Duca lembra que nos Olhos D’Água, passam por dentro da poça (antes da igrejinha e o calçamento).

Eraldo falou que “isso não acontece só na Pimenteira, Varjão e Pastor não é no município todo” e a resposta nestes três anos e a chuva foi a desculpa. Josevan desabafou ainda que “próximo ano não chove não, é ano de eleição!”


Eraldo de Cabeça Dantas lembra que o município tem patrol, caçamba, retroescavadeira, mão de obra, tem piçarra, tem tudo. Depois que coloquei a foto e cobrança no facebook a comunidade parou de reclamar, e quando a gente cobra aqui é por causa chuva. São três anos chovendo em Boquim é? (O vereador Josevan ainda completou “sem parar!”)

Após a fala de Eraldo o vereador do povoado pastor disse: “pode esta chovendo como for não tem lamina cega, não tem chuva, o telefone bateu... pode ter certeza pode está chovendo essa máquina vai, a caçamba vai... mas para agora é lamina cega, a chuva não para...” encerrando seu pronunciamento com um tapinha na tribuna e ao sentar ainda desabafa ao lado do líder do prefeito: “É difícil!”)

Nivaldo explica as questões dos problemas ocorridos com a farmácia popular denunciados pelo vereador Raimundo Neves, e que lamenta os problemas com as estradas onde a chuva tem sido o problema. E passará as reclamações ao Executivo. Acredita que a comunidade está feliz, e que é natural que alguns estejam descontentes e que o desconforto acontece em obras assim.

Antes o líder do prefeito disse concordar com o ex-prefeito Pedro que guardava as máquinas no período de chuvas e só usava quando fosse urgência.

Ainda na sessão o vereador Duca informa que passará para os demais edis uma proposta de redução dos subsídios dos vereadores, que lhe foi entregue por um cidadão, o qual ele (Duca) respondeu que não faria tal projeto pois deveria primeiro se mudar a lei.

Foram apresentados projetos para a padronização  em cores iguais e numeração dos mototaxistas em Boquim. E a colocação de placas e criação de ponto de estudante na comunidade José Barbosa.

Um comentário:

José Augusto Boquim disse...

Aos conterrâneos, espera-se que uma administração venha atender a todas as comunidades e não somente aquelas que possuam vereadores. Todo aquele que recebe de fonte pública deva exercer seu cargo para atender a todos sem observação de qualquer comunidade onde resida vereador ou qualquer outro político.

Sobre o que já postamos

BOQUIM SERGIPE piso professores GREVE prefeito sintese luta Brasil PISO SALARIAL vereadores Déda Jean câmara Aracaju Lagarto Pedrinhas STF 2012 2014 Alencar Amigos BLOCO CARREIRA DEPUTADOS LAGOA VERMELHA MP PNE PRE-CAJU Tribunal de Contas chile ditadura enterro escolas governo magistério mec micareta prefeitura prova 12 de junho 141anos 150 dias 1567 2010 2016 ADI AZAR Abelardo Romero Dantas Alô Associação BANDA LARGA BODE Bahia CAE CANDIDATO CLT CNBB Carmem Miranda Ciarlos Conae Copa do mundo Creches DIA DO BEIJO ESTADUAL EUA Edivaldo Educação Estado Estância FESTA FIFA HINO IBGE INTERNET Iluminação Interior José José Comblin LAN HOUSE Lula MARCELO DEDA MDE MICARETA 2012 México Natal OAB Obama PAREDÕES PRAÇA RCB RESISTÊNCIA SE SEXTA FEIRA 13 TV Tabaroinha Taxa UFS Zé Carioca acidente adefib ai se eu soubesse aliança angra 1 angra 2 aniversário anos arcaju argentina.brasil assembleia. assim você me mata atomicas atrasado aulas bardosa batismos campanha censura cidadania cidade concursado contratados copertalse cravo dança das cadeiras dem denúncia dia dos namorados direitos edil energia escravos esquerda estudantes expressão fhs floro frei betto fundação hospitalar de saúde globo golpe militar hegemonia humanos iran japão jovem jovens joão junho kw/h lei liberdade libertação livro líder manifestações merenda merendeira micareta 2011 morte médicos mídia nacional notas novela nucleares oposição pacientes padre pascoa pedro barbosa polícia militar política prefeitos presidente pt páscoa quaresma reforma republica riachão rojões santana sbt secretaria segurança pública sindipema smecelt tabela tarifas teologia da libertação trânsito universitários usinas verdade vereador vice violencia voto