quinta-feira, 1 de abril de 2010

Presidente Lula e ministro da Educação defendem Piso e Carreira na Conae

O presidente Lula anunciou que vai pessoalmente conversar com os governadores que não pagam o Piso Salarial Nacional dos profissionais de educação.  Foi durante a Conferência Nacional de Educação (Conae). Numa defesa contundente de reivindicações históricas da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), Lula afirmou que “o casamento entre educação de qualidade e valorização do professor  têm que ser indissolúvel”.
 O presidente lamentou que alguns estados ainda não paguem o Piso e se dispôs a falar com os governadores, atendendo a uma sugestão feita pelo ministro da educação, Fernando Haddad, também durante  a Conae. 
“Terminou o tempo de tratar as professoras como normalistas ou professorinhas. Esse sonho acabou.  Os professores tiveram a profissão sucateada e mal tratada. A remuneração faz parte da qualidade da educação e eu não me conformo que um Piso de R$ 1,020,00 é bom para um educador que toma conta de nossos filhos”, lamentou o presidente.
O ministro Haddad sugeriu ao presidente que adote em relação ao Piso a mesma postura que teve com o salário mínimo e “reúna governadores, prefeitos e entidades como a CNTE para fixar metas para recompor a remuneração dos educadores”, disse Haddad.
Para o presidente da CNTE, Roberto Franklin de Leão, o fato de o presidente Lula ter se comprometido em conversar com os governadores demonstra a importância que o Piso tem.  “O presidente reconheceu que  os professores ganham mal. Ele se dispôs a construir um processo de debate  e esse é um peso muito importante e eu espero que a gente consiga avançar  na implantação efetiva do Piso”, afirmou.
Leão destacou que ainda há uma divergência entre os valores que o governo reconhece para o Piso (R$ 1,020,00) e o defendido pela CNTE (R$1,3 mil). “Mas isso faz parte do debate. Só naõa aceitamos desvincular o Piso do Fundeb. Mas a CNTE tem sempre disposição em discutir”, disse.
O ministro Haddad lamentou que a baixa remuneração dos professores esteja afastando os jovens da carreira de magistério. “Se quisermos que a educação seja prioridade número um no país, temos que contar com o trabalhador em educação”, concluiu Haddad.

CNTE, 01/04/2010  fonte: www.cnte.org.br

2 comentários:

Anônimo disse...

será senhor presidente que é só os professores que está passando por isso, espero que vossa excel. tenha visão para assitir, por que pelo o que eu vi ontem na tv foi de dar pena do povo brasileiro .
Lembre-se também que a saúde do seu país está um verdadeiro cãos e ninguém faz nada. Infelizmente a responsabilidade só recai sobre as costas dos prefeito, já que o setor educação e saúde está passando por crise por que naõ federaliza esses dois setores tão importante para o país .
Eu sou a favor desta ideia.
Espero que outra siuação seja resolvida também que é o caso dos acs/ace por que voss. excel. nem imagina a responsabilidades a que são dirigidas aos profissionais, infelismente estamos sendo ignorado pelos politicos e principalmente pelo senhor . Sem contar com o que passamos diáriamente para desenvolver nosso trabalho, esperamos que voss. excel. tenha sensibilidade com nossa situação e nos ajude a resolver nossa situação .
E outra coisa será que é esse o respeito que voss. excel. tem por aqueles profissionais que um dia carregou a saúde do seu país nas costas, que vergonhoso presidente da república e além disso é uma pena que isso está acontecendo e de uma pessoa que diz defender os direitos do trabalhador brasileiros
com isso muitas pessoas ficaram decepcionada com o senhor . E espero que um dia o Brasil um dia tenha um presidente que olhe e trabalhe pela educação e a saúde do Brasil, pois educação e saúde no brasil estão simplismente sucateados .
Nós acs ace estamos de olho em vossa excelencia . acorde viu ..
o bonde do SERRA vai passar e se Vs. EXCEL. não resolver nossa situação, advinha quem vai pegar carona nesse bonde, nem vou lhe dizer, todos VS já sabe.
tenha uma ótima campanha, 300,000
acs/ace estam por aí espalhados pelo país de olho nas politicas de governo .


ACS/ACE FAZEM O BEM, SEM OLHAR A QUEM .

Anônimo disse...

NÃO ESTOU AQUI PARA DEFENDER OS PREFEITO, MAS SIM COBRAR O PAPEL DAS ESFERAS DE GOVERNO PRINCIPALMENTE O DO GOVERNO FEDERAL . POIS UMA ANDORINHA SOZINHA NÃO FAZ VERÃO .
OS BRASILEIROS PRECISA É DE VALORIZAÇÃO, POIS LEIS TEM MUITAS MAS NINGUÉM A SEGUE COMEÇANDO PELOS POLTÍCOS .

Sobre o que já postamos

BOQUIM SERGIPE piso professores GREVE prefeito sintese luta Brasil PISO SALARIAL vereadores Déda Jean câmara Aracaju Lagarto Pedrinhas STF 2012 2014 Alencar Amigos BLOCO CARREIRA DEPUTADOS LAGOA VERMELHA MP PNE PRE-CAJU Tribunal de Contas chile ditadura enterro escolas governo magistério mec micareta prefeitura prova 12 de junho 141anos 150 dias 1567 2010 2016 ADI AZAR Abelardo Romero Dantas Alô Associação BANDA LARGA BODE Bahia CAE CANDIDATO CLT CNBB Carmem Miranda Ciarlos Conae Copa do mundo Creches DIA DO BEIJO ESTADUAL EUA Edivaldo Educação Estado Estância FESTA FIFA HINO IBGE INTERNET Iluminação Interior José José Comblin LAN HOUSE Lula MARCELO DEDA MDE MICARETA 2012 México Natal OAB Obama PAREDÕES PRAÇA RCB RESISTÊNCIA SE SEXTA FEIRA 13 TV Tabaroinha Taxa UFS Zé Carioca acidente adefib ai se eu soubesse aliança angra 1 angra 2 aniversário anos arcaju argentina.brasil assembleia. assim você me mata atomicas atrasado aulas bardosa batismos campanha censura cidadania cidade concursado contratados copertalse cravo dança das cadeiras dem denúncia dia dos namorados direitos edil energia escravos esquerda estudantes expressão fhs floro frei betto fundação hospitalar de saúde globo golpe militar hegemonia humanos iran japão jovem jovens joão junho kw/h lei liberdade libertação livro líder manifestações merenda merendeira micareta 2011 morte médicos mídia nacional notas novela nucleares oposição pacientes padre pascoa pedro barbosa polícia militar política prefeitos presidente pt páscoa quaresma reforma republica riachão rojões santana sbt secretaria segurança pública sindipema smecelt tabela tarifas teologia da libertação trânsito universitários usinas verdade vereador vice violencia voto