quinta-feira, 10 de junho de 2010

A luta pela Gestão Democrática na Rede Estadual de Ensino

21 deputados assinam carta compromisso com a Gestão Democrática

Escrito por Caroline Santos
  
Qua, 09 de Junho de 2010 15:55
Vinte e um dos vinte e dois deputados presentes a sessão desta quarta-feira na
Deputada AnaLucia, firmando compromisso
Deputada AnaLucia, firmando compromisso
Deputado Francisco Gualberto, líder do governo
Deputado Francisco Gualberto, líder do governo
Deputado Venâncio Fonseca,líder da oposição
Deputado Venâncio Fonseca,líder da oposição
Assembleia Legislativa de Sergipe - ALESE assinaram o termo de compromisso de apreciar e aprovar, desde que haja consenso entre governo e trabalhadores, do projeto que regulamenta a Gestão Democrática nas escolas da rede estadual.
O único que não assinou no momento, pedindo um tempo para avaliar, foi o deputado estadual Antônio Passos (DEM). A ida do SINTESE a ALESE faz parte da campanha da pauta de reivindicação para 2010.
“A recepção dos deputados foi muito boa, com a exceção de um todos que estavam na sessão de hoje assinaram o termo, reforçando o apelo do sindicato para que o governo envie o mais rápido possível projeto para a ALESE”, comentou Joel Almeida, presidente do SINTESE.
Luta de décadas
A luta pela implantação da Gestão Democrática não é recente, há vários anos os professores da rede estadual batalham por democracia nas escolas. Em 2001 houve avanço, quando os princípios do modelo de gestão foram aprovados na Lei Complementar 61/2001 que instituiu o Plano de Carreira e Remuneração do Magistério – PCRM. Desde então o SINTESE busca negociar a regulamentação da Gestão Democrática, sem obter uma ação concreta dos governos que se sucederam.

Com a posse do governador Marcelo Déda, foi aberto um diálogo mais estreito, inclusive com formação de grupo de estudo com participação do sindicato e da Secretaria de Estado da Educação para que a proposta de gestão democrática fosse formulada de forma a que se chegasse a um consenso. Isso foi conseguido em quase todo o projeto, o único ponto de divergência foi com relação ao processo de formação/eleição para diretor escolar.
Formação antes da eleição
O SINTESE defende que deve haver um curso de formação para os candidatos com duração de 80 horas com professores da Universidade Federal de Sergipe, só após este curso, os professores estariam aptos a concorrerem ao cargo. O governo tem como proposta uma prova, onde somente aqueles com média 7,0 podem se candidatar. Na escola onde não houve aprovados, o diretor seria indicado pela secretaria.

Mas em setembro de 2009 o governador Marcelo Déda em entrevista concedida expressou que concordava com a formação prévia dos candidatos ao cargo de Diretor Escolar e, num segundo momento, com o processo de eleição do Gestor Escolar.

“Entendemos que a partir desta declaração do governador, não há mais divergência entre o sindicato e o governo com relação a Gestão Democrática, então está na hora do projeto chegar ao Poder Legislativo, para que até o final do ano as eleições para diretor sejam realizadas”, disse Joel. 

fonte: www.sintese-se.com.br

Nenhum comentário:

Sobre o que já postamos

BOQUIM SERGIPE piso professores GREVE prefeito sintese luta Brasil PISO SALARIAL vereadores Déda Jean câmara Aracaju Lagarto Pedrinhas STF 2012 2014 Alencar Amigos BLOCO CARREIRA DEPUTADOS LAGOA VERMELHA MP PNE PRE-CAJU Tribunal de Contas chile ditadura enterro escolas governo magistério mec micareta prefeitura prova 12 de junho 141anos 150 dias 1567 2010 2016 ADI AZAR Abelardo Romero Dantas Alô Associação BANDA LARGA BODE Bahia CAE CANDIDATO CLT CNBB Carmem Miranda Ciarlos Conae Copa do mundo Creches DIA DO BEIJO ESTADUAL EUA Edivaldo Educação Estado Estância FESTA FIFA HINO IBGE INTERNET Iluminação Interior José José Comblin LAN HOUSE Lula MARCELO DEDA MDE MICARETA 2012 México Natal OAB Obama PAREDÕES PRAÇA RCB RESISTÊNCIA SE SEXTA FEIRA 13 TV Tabaroinha Taxa UFS Zé Carioca acidente adefib ai se eu soubesse aliança angra 1 angra 2 aniversário anos arcaju argentina.brasil assembleia. assim você me mata atomicas atrasado aulas bardosa batismos campanha censura cidadania cidade concursado contratados copertalse cravo dança das cadeiras dem denúncia dia dos namorados direitos edil energia escravos esquerda estudantes expressão fhs floro frei betto fundação hospitalar de saúde globo golpe militar hegemonia humanos iran japão jovem jovens joão junho kw/h lei liberdade libertação livro líder manifestações merenda merendeira micareta 2011 morte médicos mídia nacional notas novela nucleares oposição pacientes padre pascoa pedro barbosa polícia militar política prefeitos presidente pt páscoa quaresma reforma republica riachão rojões santana sbt secretaria segurança pública sindipema smecelt tabela tarifas teologia da libertação trânsito universitários usinas verdade vereador vice violencia voto