quinta-feira, 30 de junho de 2011

52 municípios implantaram piso de R$1.187

Imprimir
PDF
28/06/2011

52 municípios implantaram piso de R$1.187

AUTOR // Caroline Santos
fonte:SINTESE
A luta dos professores em 2011 fez com que no final do primeiro semestre, cinqüenta municípios já tenham fechado as negociações para a revisão do piso para R$1.187, o diálogo deu a tônica em parte das negociações, já em outros os educadores foram às ruas fizeram atos públicos, paralisações e greves.
Mas existiram aqueles municípios onde o processo democrático de negociação não aconteceu, o exemplo máximo disso é a prefeitura de Estância. Sem nenhuma conversa com os professores, a administração municipal aprovou (com o apoio da maioria dos vereadores) um achatamento da carreira do magistério local.
Além de Estância, outras prefeituras também utilizaram a implantação do piso para redução de carreira: Cedro de São João, Nossa Senhora de Lourdes, Campo do Brito, Poço Verde, Malhada dos Bois, São Cristóvão. Em Laranjeiras, a prefeita Ione Sobral, implantou uma versão piorada da utilizada pelo governador Marcelo Déda. O reajuste do piso será dividido em 8 vezes.
Piso sem alteração da carreira
Em 45 municípios os professores negociaram a revisão do piso sem alteração da carreira, são eles:Arauá, Cristinápolis, Indiaroba, Itabaianinha, Tomar do Geru, Umbaúba, Boquim, Lagarto,Pedrinhas, Riachão do Dantas, Simão Dias, Tobias Barreto, Canindé do São Francisco,Gararu, Graccho Cardoso, Itabi, Monte Alegre de Sergipe, Nossa Senhora Aparecida; NossaSenhora das Dores, Poço Redondo, Amparo do São Francisco, Canhoba, Propriá, Telha, SãoFrancisco, Ilha das flores, Areia Branca, Itabaiana, Macambira, Moita Bonita, Pinhão,Ribeirópolis, São Domingos, Capela, Carmópolis, Rosário do Catete, Santo Amaro das Brotas,Siriri, Barra dos Coqueiros; Divina Pastora, Itaporanga d'Ajuda, Riachuelo, São Miguel do Aleixo eSanta Rosa de Lima.
Sem revisão do piso
Os professores de 17 municípios ainda têm como vencimento inicial o piso de R$1.024,67, são eles: Carira, Frei Paulo, Malhador, Pedra Mole, Cumbe, Feira Nova, Nossa Senhora Aparecida, Nossa Senhora da Glória, Porto da Folha, Aquidabã, Cedro de São João, Muribeca, Brejo Grande, Japoatã, Pacatuba, Nossa Senhora do Socorro, Japaratuba. Nas duas últimas cidades as administrações municipais apresentam propostas que reduzem percentuais de escalonamento vertical e horizontal de forma tão drástica que descaracterizam e destroem a carreira do magistério.
Ainda com R$950
Para o magistério de Pirambu, General Maynard, Salgado e Santana do São Francisco ainda consta nos contracheques o vencimento inicial de R$950. Em todos esses municípios as negociações continuam para revisão do novo valor.
Sem PSPN
Em Neópolis, a desorganização administrativa e a insistente política de desvalorização dos professores faz com que no município ainda se tenha como vencimento inicial mínimo R$633 (2/3 de R$950). Em Maruim os professores sequer têm Plano de Carreira, o que inviabiliza a implantação do piso salarial nacional, mas depois de muita luta e pressão, o canal de negociação entre os professores da rede municipal de Maruim e a administração municipal foi aberto.

Nenhum comentário:

Sobre o que já postamos

BOQUIM SERGIPE piso professores GREVE prefeito sintese luta Brasil PISO SALARIAL vereadores Déda Jean câmara Aracaju Lagarto Pedrinhas STF 2012 2014 Alencar Amigos BLOCO CARREIRA DEPUTADOS LAGOA VERMELHA MP PNE PRE-CAJU Tribunal de Contas chile ditadura enterro escolas governo magistério mec micareta prefeitura prova 12 de junho 141anos 150 dias 1567 2010 2016 ADI AZAR Abelardo Romero Dantas Alô Associação BANDA LARGA BODE Bahia CAE CANDIDATO CLT CNBB Carmem Miranda Ciarlos Conae Copa do mundo Creches DIA DO BEIJO ESTADUAL EUA Edivaldo Educação Estado Estância FESTA FIFA HINO IBGE INTERNET Iluminação Interior José José Comblin LAN HOUSE Lula MARCELO DEDA MDE MICARETA 2012 México Natal OAB Obama PAREDÕES PRAÇA RCB RESISTÊNCIA SE SEXTA FEIRA 13 TV Tabaroinha Taxa UFS Zé Carioca acidente adefib ai se eu soubesse aliança angra 1 angra 2 aniversário anos arcaju argentina.brasil assembleia. assim você me mata atomicas atrasado aulas bardosa batismos campanha censura cidadania cidade concursado contratados copertalse cravo dança das cadeiras dem denúncia dia dos namorados direitos edil energia escravos esquerda estudantes expressão fhs floro frei betto fundação hospitalar de saúde globo golpe militar hegemonia humanos iran japão jovem jovens joão junho kw/h lei liberdade libertação livro líder manifestações merenda merendeira micareta 2011 morte médicos mídia nacional notas novela nucleares oposição pacientes padre pascoa pedro barbosa polícia militar política prefeitos presidente pt páscoa quaresma reforma republica riachão rojões santana sbt secretaria segurança pública sindipema smecelt tabela tarifas teologia da libertação trânsito universitários usinas verdade vereador vice violencia voto