domingo, 5 de junho de 2011

A NOVA ONDA DO IMPERADOR

foto: internet

José de Jesus Santos

Recordo do desenho A NOVA ONDA DO IMPERADOR : 
“Em um reino mítico e rodeado de montanhas, o jovem e arrogante Imperador Kuzco é transformado em uma lhama por sua conselheira, a poderosa bruxa Yzma. Perdido na floresta, a única chance de Kuzco recuperar seu trono é contando com a ajuda de Pacha, um simplório camponês. Mas ambos precisarão enfrentar a bruxa Yzma antes de concluir sua jornada. (essa é sua sinopse)” 
Mas este imperador era muito divertido(para ele)cheio de gíria, falava bem mas era muito o "tal", AH Moleque!!!! era sua gíria...infelizmente foi transformado em uma lhama...aprendeu a ser humilde e a ouvir o povo depois.
 O governo de Sergipe não se tornou em nenhuma  lhama,ou qualquer animal de cargas natural das terras nordestinas, porém o sentimento prepotente de querer ainda jogar a população contra os professores continua...e neste ponto parece com o jovem imperador do desenho da disney(arrogante).  
A NOVA ONDA DO GOVERNADOR é refazer a propaganda corrigindo suas inverdades onde nesta segunda parte esconde outras verdades:  
 "você sabia que: 2006 o professor de nível médio ganhava 551,5 2010 o mesmo professor  passou a ganhar 1434,64"( post da TV).  
O governador  não fala que antes de 2008 o Brasil não tinha a lei do Piso Nacional. E que antes ele manteve a mesma política dos governos anteriores a ele.
 E mais:
·         Ele não fala aos sergipanos que em 2008 foi criado o piso NACIONAL DOS PROFESSORES pelo governo LULA (seu compadre e amigo)
·         Esconde para o povo que em 2008 e 2009 teve luta do magistério para ele pagar o piso como a lei manda.
·         2010 ele não quis cometer os erros de 2008 a 2009 e pagou sem parcelar o reajuste.
·         Agora em 2011 teima em dizer que ele "oferece" o que a LEI DO PISO já determina desde abril com retroativo a janeiro de 2011.  
 ESPERAMOS VER A NOVA ONDA DO IMPERADOR...que virou lhama ter seu terceiro filme. Mas não vejo graça se A NOVA ONDA DO GOVERNADOR  for  mais um gasto do dinheiro público contra os professores e a escola pública.

OS PROFESSORES QUEREM VOLTAR AO TRABALHO;
OS ALUNOS QUEREM ESTUDAR;
A SOCIEDADE SERGIPANA QUER UMA EDUCAÇÃO DE QUALIDADE;

Mas o governador  insistindo na parcela do reajuste (que não está na lei do piso) parece que não...
                     

Nenhum comentário:

Sobre o que já postamos

BOQUIM SERGIPE piso professores GREVE prefeito sintese luta Brasil PISO SALARIAL vereadores Déda Jean câmara Aracaju Lagarto Pedrinhas STF 2012 2014 Alencar Amigos BLOCO CARREIRA DEPUTADOS LAGOA VERMELHA MP PNE PRE-CAJU Tribunal de Contas chile ditadura enterro escolas governo magistério mec micareta prefeitura prova 12 de junho 141anos 150 dias 1567 2010 2016 ADI AZAR Abelardo Romero Dantas Alô Associação BANDA LARGA BODE Bahia CAE CANDIDATO CLT CNBB Carmem Miranda Ciarlos Conae Copa do mundo Creches DIA DO BEIJO ESTADUAL EUA Edivaldo Educação Estado Estância FESTA FIFA HINO IBGE INTERNET Iluminação Interior José José Comblin LAN HOUSE Lula MARCELO DEDA MDE MICARETA 2012 México Natal OAB Obama PAREDÕES PRAÇA RCB RESISTÊNCIA SE SEXTA FEIRA 13 TV Tabaroinha Taxa UFS Zé Carioca acidente adefib ai se eu soubesse aliança angra 1 angra 2 aniversário anos arcaju argentina.brasil assembleia. assim você me mata atomicas atrasado aulas bardosa batismos campanha censura cidadania cidade concursado contratados copertalse cravo dança das cadeiras dem denúncia dia dos namorados direitos edil energia escravos esquerda estudantes expressão fhs floro frei betto fundação hospitalar de saúde globo golpe militar hegemonia humanos iran japão jovem jovens joão junho kw/h lei liberdade libertação livro líder manifestações merenda merendeira micareta 2011 morte médicos mídia nacional notas novela nucleares oposição pacientes padre pascoa pedro barbosa polícia militar política prefeitos presidente pt páscoa quaresma reforma republica riachão rojões santana sbt secretaria segurança pública sindipema smecelt tabela tarifas teologia da libertação trânsito universitários usinas verdade vereador vice violencia voto