segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

No Final TODOS PAGAM a CONTA!

Na véspera de Natal chegou o Projeto de Lei nº 20 do prefeito de Boquim, Jean Carlos, para cobrar dos munícipes boquinense uma contribuição de a partir de R$ 1,99 a R$ 224,92 pela iluminação pública, já descrita em outra matéria neste blog.
Como presenciei o debate da natureza do mesmo na manhã de 24 de dezembro, ao lado do professor Siniclei e outros munícipes, vimos que alguns pontos precisam ser esclarecidos pelo prefeito e seu líder na Câmara.
Dúvidas sugiram ao analisar com a população que curiosa quis saber o que tinha no projeto a qual colaremos aqui:

1.      Primeiro qual o valor que se pretende arrecadar com essa popularmente chamada TAXA?
Segundo o prefeito em entrevista em emissora local o mesmo garantiu que a dívida sobre a iluminação publica é de 20 mil mensais fora os 14mil parcelados pelas outras gestões (inclusive se seu padrinho político o ex-prefeito Pedro Barbosa). Um total de 34mil reais. Dentro dessa afirmativa vem a mesma pergunta quanto se quer arrecadar com essa TAXA?
Outras perguntas fiz a alguns edis após sessão e as exponho também:
2.      Toda a comunidade foi chamada, a CDL, as associações... Já que o líder do prefeito falou que esse projeto foi feito da forma mais democrática possível?
3.      Quem vai Fiscalizar o “fundo” e o destino do arrecadado?
4.      Quem garante que a lei não seja alterada nos próximos anos e o que for arrecadado não seja utilizado para outras coisas?
Estas indagações e respostas deixo para quem ler essas simples linhas, as reflitam sobre por que o prefeito Jean Carlos manda um projeto que atingirá toda a população sem antes levar para uma Chamada Pública.
Detalhe o prefeito precisa de 08 votos e sendo aprovado, a carga sairá das costas do Executivo para ser “culpa” dos vereadores que aprovaram –  como argumento aos que são contra o projeto sem ampla discussão com a sociedade.
Verdade seja dita, mas a justificativa sobre a aprovação do projeto parece quem vem sendo aceita ao ouvirmos as seguintes falas de vereadores: “o projeto não atinge a todos”, “os mais pobres não pagarão”, “é um projeto estilo Robin Hood, tira dos ricos para dar aos pobres”.
Se olharmos a tabela (ver na matéria anterior) toda casa comercial e industrial pagará a taxa que varia de R$ 4,99, R$ 28,12 a R$ 224,92.
 E no final das contas os que moram nos residenciais rurais bem como aqueles de baixa renda juntamente com os que consomem até 50 KW/H isentos no projeto Pagarão a conta.
Pois é simples, as taxas pagas pelo comercio pela indústria e pelos bancos e supermercados serão repassadas ao consumidor boquinense e as seus visitantes.
Pagarão a conta mais cara no pão, no café, na carne, na gasolina, no botijão de gás, na cervejinha, no churrasco, na roupa, no material escolar, no remédio, na farinha, nos serviços de borracharias...


 Por Profº.  José  



Nenhum comentário:

Sobre o que já postamos

BOQUIM SERGIPE piso professores GREVE prefeito sintese luta Brasil PISO SALARIAL vereadores Déda Jean câmara Aracaju Lagarto Pedrinhas STF 2012 2014 Alencar Amigos BLOCO CARREIRA DEPUTADOS LAGOA VERMELHA MP PNE PRE-CAJU Tribunal de Contas chile ditadura enterro escolas governo magistério mec micareta prefeitura prova 12 de junho 141anos 150 dias 1567 2010 2016 ADI AZAR Abelardo Romero Dantas Alô Associação BANDA LARGA BODE Bahia CAE CANDIDATO CLT CNBB Carmem Miranda Ciarlos Conae Copa do mundo Creches DIA DO BEIJO ESTADUAL EUA Edivaldo Educação Estado Estância FESTA FIFA HINO IBGE INTERNET Iluminação Interior José José Comblin LAN HOUSE Lula MARCELO DEDA MDE MICARETA 2012 México Natal OAB Obama PAREDÕES PRAÇA RCB RESISTÊNCIA SE SEXTA FEIRA 13 TV Tabaroinha Taxa UFS Zé Carioca acidente adefib ai se eu soubesse aliança angra 1 angra 2 aniversário anos arcaju argentina.brasil assembleia. assim você me mata atomicas atrasado aulas bardosa batismos campanha censura cidadania cidade concursado contratados copertalse cravo dança das cadeiras dem denúncia dia dos namorados direitos edil energia escravos esquerda estudantes expressão fhs floro frei betto fundação hospitalar de saúde globo golpe militar hegemonia humanos iran japão jovem jovens joão junho kw/h lei liberdade libertação livro líder manifestações merenda merendeira micareta 2011 morte médicos mídia nacional notas novela nucleares oposição pacientes padre pascoa pedro barbosa polícia militar política prefeitos presidente pt páscoa quaresma reforma republica riachão rojões santana sbt secretaria segurança pública sindipema smecelt tabela tarifas teologia da libertação trânsito universitários usinas verdade vereador vice violencia voto