segunda-feira, 12 de abril de 2010

"Quem não ler não pensa. Quem não pensa para sempre será escravo."

O Piso Salarial Nacional em Boquim vive a Hora do Pesadelo 
      Vamos começar com uma frase de uma personalidade sergipana que nasceu na antiga região de Campos, atual Tobias Barreto - seu nome hoje é o da cidade que sempre foi visitada pelas suas famosas feiras : "Quem não ler não pensa. Quem não pensa para sempre será escravo."(Tobias Barreto de Menezes). Ler é o que todo professor costuma ou deve sempre fazer...Hermes Fontes - o poeta boquinense do século XIX sempre buscou ajudar as campanhas em combate ao analfabetismo dos Jovens e Adultos e ele bem sabia que era necessário libertar a sociedade através da leitura.
     Ler também é um exercício: já se ver e ouve na tv brasileira. Mas quantos séculos se passaram e ainda estamos acostumados a fazer leitura apenas do que ouvimos (assim como as comadres no fim da tarde comentando o que fulano ou beltrano deixou de fazer ou fez). Fazer leitura é o maior exercício e desafio para o cidadão brasileiro e para o profissional do ensino pois ela é muito mais que codificar verbos,sujeitos e predicados. A leitura está em todo o canto: na música, na tela a óleo, numa propaganda de refrigerante, num desenho animado, numa piada, numa dança e em todas as fontes históricas escritas, orais e não escritas.
   Mas como lutar contra o que sentimos cada vez que a verdade explode quando a mentira é contada...quantos professores hoje estão fazendo uma leitura do que está acontecendo com sua carreira e ver seus próprios colegas - aliados aos gestores ( por um cargo) serem contra a própria valorização da profissão? Leitura política, ou só de carreira ou ambas? Mais angustioso é perceber nas expressões a vontade e as vezes o desdém daquilo que é para seu próprio benefício. 
      Enquanto é divertido ouvir o "robolation" e dançar o rebolation a leitura da corrida a presidência da republica já se deu inicio com discursos até perigosos arquitetas midiaticamente e parece que a história é realmente cíclica e a Política Café com Leite parece querer voltar a dirigir os destinos da educação, saúde e segurança e excluir novamente o Nordeste e o Norte mais uma vez. Nunca na história desse país vimos a necessidade de lermos tanto e pensarmos tanto no destino de nossos alunos (enquanto professores), bem como é infeliz acreditarmos em projetos democráticos nas mãos de quem como vereador passa a prefeito,  venha a trair nossa confiança a ponto de dizer que é um absurdo o professor ter uma regência de classe já cortada ao máximo - só para manter seus contratos e acordos políticos e os seus no poder.
        O magistério de Boquim a mais de 5 anos vem se desistimulando e os indicadores socio-educacionais do município são o reflexo. Que leitura podemos tirar disso? Por que professores ainda conseguem mesmo com escolas sem estrutura física e organizacional e tendo sua carreira perseguida a ponto de quererem cortar seus direitos a mais de 20 anos conquistados, criar projetos e fazer a comunidade se orgulhar com seus filhos em Brasilia ou como estagiários ajudantes de pesquisa na Universidade Federal de Sergipe?
      Que leitura podemos tirar desse texto lido? E você leitor, que pensas sobre tudo isso? Enquanto pensamos e lemos sobre o que está acontecendo ao magistério público municipal  na Terra da Laranja muitos professores estão preocupados em ver sua profissão ser tão diminuída e desrespeitada com a ajuda daqueles que um dia lutaram, choraram, oraram pelo sucesso da própria carreira do magistério.
       E o piso Salarial que era para ser o alicerce da carreira está Personificado em FREDY KRUEGER do filme A hora do Pesadelo - cortando nos sonhos dos professores suas vísceras de direitos conquistados ao longo da história.

por José de Jesus Santos - prof de História ( EM Dp.Joaldo Barbosa)

Um comentário:

Jeanne Araújo disse...

Caríssimo colega,

Excelente reflexão sobre a importancia do letramento!
Se a educação formal é um meio de transformação, o que fazer do professor que não interpreta a lei do conhecimento e perpetua a escravidão?
Não seria esse, o verdadeiro analfabeto?
Esse texto deveria ser bem divulgado mediante nobreza.
Abs
Jeanne Araújo

Sobre o que já postamos

BOQUIM SERGIPE piso professores GREVE prefeito sintese luta Brasil PISO SALARIAL vereadores Déda Jean câmara Aracaju Lagarto Pedrinhas STF 2012 2014 Alencar Amigos BLOCO CARREIRA DEPUTADOS LAGOA VERMELHA MP PNE PRE-CAJU Tribunal de Contas chile ditadura enterro escolas governo magistério mec micareta prefeitura prova 12 de junho 141anos 150 dias 1567 2010 2016 ADI AZAR Abelardo Romero Dantas Alô Associação BANDA LARGA BODE Bahia CAE CANDIDATO CLT CNBB Carmem Miranda Ciarlos Conae Copa do mundo Creches DIA DO BEIJO ESTADUAL EUA Edivaldo Educação Estado Estância FESTA FIFA HINO IBGE INTERNET Iluminação Interior José José Comblin LAN HOUSE Lula MARCELO DEDA MDE MICARETA 2012 México Natal OAB Obama PAREDÕES PRAÇA RCB RESISTÊNCIA SE SEXTA FEIRA 13 TV Tabaroinha Taxa UFS Zé Carioca acidente adefib ai se eu soubesse aliança angra 1 angra 2 aniversário anos arcaju argentina.brasil assembleia. assim você me mata atomicas atrasado aulas bardosa batismos campanha censura cidadania cidade concursado contratados copertalse cravo dança das cadeiras dem denúncia dia dos namorados direitos edil energia escravos esquerda estudantes expressão fhs floro frei betto fundação hospitalar de saúde globo golpe militar hegemonia humanos iran japão jovem jovens joão junho kw/h lei liberdade libertação livro líder manifestações merenda merendeira micareta 2011 morte médicos mídia nacional notas novela nucleares oposição pacientes padre pascoa pedro barbosa polícia militar política prefeitos presidente pt páscoa quaresma reforma republica riachão rojões santana sbt secretaria segurança pública sindipema smecelt tabela tarifas teologia da libertação trânsito universitários usinas verdade vereador vice violencia voto